Enxerto Ósseo – Solução Simples para viabilizar a colocação de implantes

Quando uma pessoa perde um ou mais dentes, seja por extração, doença periodontal ou acidente, com o passar do tempo há uma reabsorção óssea e atrofia local, causando deformação e fazendo com que não haja espessura ou altura óssea suficiente para colocação de implantes.

Como solução para esses casos, pode ser indicado um enxerto ósseo a fim de reconstruir a estrutura óssea e assi viabilizar a colocação do implante. A Clínica Nato possui experiência em técnicas de enxerto ósseo que viabilizam a colocação de implantes em pessoas com pouca espessura ou altura óssea. Muita gente tem medo em pensar na utilização de um enxerto ósseo, porém em alguns casos trata-se de um procedimento muito simples.

Entenda os procedimentos.

Enxerto particulado:

Em casos nos quais a atrofia óssea no local do dente perdido é pequena, o problema pode ser solucionado com enxerto em pó (particulado). Os materiais que utilizados para esse fim são: Osso Bovino liofilizado em pó, Osso Autógeno (triburado do próprio paciente) ou Osso Humano de banco de tecidos (transplante ósseo).

Enxerto em Bloco:

Em casos em que a atrofia é maior ou houve uma grande perda óssea, pode ser necessário aumentar de espessura e a altura para permitir a colocação do implante. Nesses casos, o enxerto deve ser feito com bloco de osso de Banco de Ossos Humano ou do próprio paciente (transplantes alogênios):

Os enxertos no geral são seguros em relação à infecção e possuem um alto índice de sucesso.